O que você procura?

Apresentações de alunos da Funbosque animam a Feira Pan-Amazônica do Livro

[metaslider id=1962]

Uma caravana de alunos do Projeto de Música e Expressão Corporal, desenvolvido no Casarão da Cultura Amarildo Matos, da Fundação Centro de Referência em Educação Ambiental Professor Eidorfe Moreira (Funbosque), partiu na manhã desta quarta-feira, 6, em direção a 22ª Feira Pan-Amazônica do Livro. Levando duas performances musicais, cerca de 50 estudantes animaram o público que prestigiou as apresentações no auditório Dalcídio Jurandir, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém.

“Estou orgulhosa e satisfeita em poder oportunizar o evento aos nossos alunos e, mais do que isso, sermos participantes ativos com o trabalho feito por nossos professores e coordenações. Para mim é uma glória estar dirigindo uma fundação e conseguir trazer nossa escola, não só de Outeiro, mas também de outras ilhas para o evento”, conta Beatriz Padovani, presidente da Funbosque.

Na programação da Feira do Livro, John Kleber, de 9 anos, participou da primeira apresentação, intitulada como “Lidando com as emoções: eu também sou meio ambiente”. Para o aluno, a Feira é um lugar de exploração e aprendizado. ”Aqui podemos aprender muito, de tudo um pouco e esse momento nos motiva a gostar da leitura”, disse.

Alickson Lopes, coordenador do Projeto Casarão da Cultura Amarildo Matos, expõe alguns dos trabalhos desenvolvidos na Funbosque. “O projeto Casarão da Cultura dedica-se à união da cultura à educação. São diversas ações, como por exemplo oficinas de dança, de desenhos, de música e teatro que funcionam dentro da Funbosque”, explicou.

Raquel Ferreira, 38 anos, acompanhou o filho Elisandro Andrade, 9, nas apresentações. Para ela, o filho estava ansioso para conhecer os espaços da Feira. “Esse contato com a Feira do Livro é muito importante, pois ele está crescendo e aqui não só ele, mas os colegas de turma aprendem que a leitura é a chave do conhecimento”, ressaltou a mãe.

Laís Viana, 17 anos, mostrou seu talento com o violão na última apresentação da Funbosque. “A proposta da Feira do Livro é muito interessante, pois percebemos a diversidade das culturas. Eu faço parte do Casarão e também vivemos isso lá, por meio das aulas de músicas e canto”, disse.

Outro destaque foi a apresentação “Mestres e aprendizes da natureza: cultura popular e meio ambiente”, com a participação do poeta Apolo da Caratateua, do Cordão de Pássaro Cordão de Pássaro Colibri de Outeiro (antigo Beija-Flor de Icoaraci) e do grupo de Carimbó Cobra Venenosa.

“Para nós, do Cordão de Pássaro Colibri de Outeiro, é uma alegria muito grande fazer essa participação para contribuir e somar com a apresentação. Essa oportunidade foi muito especial, pois com isso pudemos mostrar que nossa cultura esta viva”, afirmou a guardiã do grupo, Laurene Ataíde.

Na volta para casa, o largo sorriso no rosto de Jonaya Silva, 14 anos, expressava o sentimento de gratidão. “Ganhei um livro da minha professora, estou feliz. Não imaginava sair da feira do livro com um livro tão legal”, disse a aluna da Unidade Pedagógica Faveira, de Cotijuba, que levou 13 alunos para a Feira.

O evento segue até domingo, 10, com uma extensa programação, que inclui contação de histórias, espetáculos teatrais, lançamento de livros, palestras e varias outras atrações.

Por Talison Lima